Iguatemi

Iguatemi

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Com Jesus, todo fardo é leve!

Lendo a notícia da jovem Brittany Maynard, de 29 anos que optou por encerrar seu ciclo de vida de forma assistida, rodeada por familiares e entes queridos, em virtude de um câncer no cérebro, não pude deixar de pensar no aspecto espiritual da questão.

Veja matéria, aqui. Morre nos EUA jovem com câncer que planejou seu suicídio assistido

É claro que não me cabe julgar a atitude de quem quer que seja, pois não estou vivenciando a mesma situação. Mas, não pude deixar de pensar, qual seria o quadro formado do outro lado da vida. Haveria toda essa paz? Estaria cercada por familiares? Após o desligamento teriam as dores aliviado?

A Lei Divina prevê o nível de responsabilidade de cada criatura pelo conhecimento já adquirido, quanto maior o conhecimento, maior a sua responsabilidade, pois sabe o que é certo, sendo portanto mais culpado por atrasar a própria felicidade. Dessa forma, não cabe a mim julgar, a lei sabe o cabedal de cada um.

Diante dessa notícia, não pude deixar de pensar, também, na reencarnação, instrumento divino que faz com que realizemos o aprendizado necessário. 



Quantas vezes nos deparamos com crianças que já reencarnam com o aguilhão da dor, que não foi devidamente vivenciada no passado. Cercada pelo amor dos familiares, mas, sem a condição de decidir sobre si mesmo, como no passado, vivenciam a experiência dolorosa e necessária, acumulando a experiência de luta que a fará vitoriosa, galgando patamares mais altos na sua evolução.

Observando pela ótica de uma única vida, podemos pensar: por que um ser tão jovem, com tamanha carga de sofrimentos? Muitos pais se perguntarão: por que, se ele nunca fez mal a ninguém?

O observador atento compreenderá que, ali se cumpre a Lei Divina, que cobra ceitil por ceitil, de toda ofensa que fizermos aos outros e a nós mesmos.

Quando compreendermos a função da dor em nossas vidas, teremos compreendido o ensinamento de Jesus, que diz: "Comigo, todo fardo é leve".


Nenhum comentário:

Postar um comentário