Iguatemi

Iguatemi

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Chove, chuva


Ao contrário do meu tempo de infância em que tinha medo de chuva, por causa dos trovões e relâmpagos, hoje, adoro quando começa o inverno. É o tempo de se agasalhar na dormida, comer comida quentinha e esquentar a água do banho. Prefiro as noites de chuva mansa, em que a gente perde o horário ao amanhecer por pensar que ainda seja madrugada.

É verdade que, pra muita gente a chuva é um transtorno: a água invade a casa, a roupa não seca e o deslocamento fica difícil, mas, ai de nós se não chover. O transtorno é bem maior, sobe o preço de tudo e não teremos à mesa o feijão, o milho verde e tantos outros alimentos. Os rios começam a secar, o gado morre e a esperança de dias melhores se vai. Até que venha o próximo inverno, em que pedimos a Deus seja chuvoso e bom.

A chuva produz verdadeiros milagres na natureza, uma paisagem seca e triste, torna-se verde e bela com apenas uma chuvinha. Os jardins se embelezam sem que lhe seja dado nenhum trato. E as crianças: "Mãe, posso tomar banho na chuva?" E tudo vira festa.

Por essa razão, hoje a tarde enquanto chovia, fiquei a observar a Praça da Graça, cartão postal do meu local de trabalho, onde, apesar da chuva, as pessoas transitavam tranquilamente, como se não importassem com a chuva. Não resisti e fiz algumas imagens, mas, também filmei, pois, as imagens são cenas vivas daquilo que desejo mostrar.

A natureza tem seus encantos que precisamos observar, pois, também somos natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário